Academia Cbn - Mario Sergio Cortella

Sinopsis

Reflexões e provocações sobre o cotidiano e as relações humanas.

Episodios

  • A beleza folclórica do Saci-Pererê

    A beleza folclórica do Saci-Pererê

    30/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella destaca a importância do Saci-Pererê, uma das nossas figuras folclóricas mais lendárias. E cita poesia escrita por Gilberto Mendonça Teles, no livro 'Saciologia goiana': 'o saci-goiano é do pererê. Passa o ano todo junto de você, erguendo saia de moça dengosa, pulando cerca e contando prosa, ver redemoinho de poeira, junto à porteira, numa perna só, com seu lápis preto, fazendo soneto de vento e cipó'.

  • A distorção da fé é mais ofensiva que a ausência dela?

    A distorção da fé é mais ofensiva que a ausência dela?

    29/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre ofensa expressiva, a prática distorcida. Ele cita a frase de Denis Diderot, que diz: 'a superstição é mais injuriosa a Deus que o ateísmo'. Ou seja, a descrença, na cabeça divina, pode ser interpretada como uma falta de conhecimento. Já a superstição é a má prática dentro de algo que se imagina conhecer.

  • Relaxar antes da hora pode nos conduzir a um risco

    Relaxar antes da hora pode nos conduzir a um risco

    28/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre distração arriscada. Um relaxamento precoce pode nos conduzir a um risco forte quando se cessa aquilo que nos cuida. Olegário Mariano um dia escreveu: 'Cigarra! Levo a ouvir-te o dia inteiro, gosto da tua frívola cantiga, mas vou dar-te um conselho, rapariga: trata de abastecer o teu celeiro'.

  • Tem gente que vai além do fundo do poço na incompetência

    Tem gente que vai além do fundo do poço na incompetência

    27/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sérgio Cortella faz uma reflexão sobre competência limitada, a piora desejada. Ele destaca que há pessoas que a gente nem imagina que sejam capazes de ir além do fundo do poço. E, em alguns momentos, esse modo de expressão acaba trazendo um tipo de humor.

  • O perigo das ideias falsas e do delírio de alguns sonhadores

    O perigo das ideias falsas e do delírio de alguns sonhadores

    26/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre falsidade danosa, a realidade fraturada. Ele destaca que algumas formas de sonhar podem ser, de algo modo, um delírio e que é preciso cautela para que não haja uma fratura da realidade. Comentarista cita o escritor francês Anatole France, que disse: 'Toda a ideia falsa é perigosa. Crê-se que os sonhadores não fazem mal; é engano, pois fazem-no e muito. As utopias aparentemente mais inofensivas exercem realmente uma ação nociva. Tendem a inspirar o nojo da realidade'.

  • Afinal, qual a necessidade da arte?

    Afinal, qual a necessidade da arte?

    23/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre carência inútil, a arte dispensável. Ele destaca que a representação de algumas coisas da vida, ao nos distraírem - e sem nos desviarem - permite que a gente alimente nossa esperança e nossa vida. "Não há nada mais fútil, mais falso, mais vão, nada mais necessário que o teatro", escreveu Louis Jouvet.

  • Do sublime ao ridículo é só um passo

    'Do sublime ao ridículo é só um passo'

    22/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella cita a frase dita por Napoleão Bonaparte e faz uma reflexão sobre distância estreita, o caminho encurtado. Ele afirma que é possível, depois de um tempo, fazer com que se vá daquilo que é admirável para o que é execrável.

  • A capacidade de se adaptar à pandemia é resiliência ou conformismo?

    A capacidade de se adaptar à pandemia é resiliência ou conformismo?

    21/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre habituação benéfica, a resignação paulatina. Será que nós nos acostumamos inclusive com aquilo que é difícil, que pode ser agressivo? Nesses tempos em que estamos vivendo, a gente se surpreende, inclusive, com nossa capacidade de não desistir.

  • Todo sofrimento merece compaixão?

    Todo sofrimento merece compaixão?

    20/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre ajuda desviante, a parceria perigosa. Ele questiona: "qualquer pessoa merece o nosso apoio?" e fala sobre o dilema ético que há nesta escolha. O fabulista Fredo um dia escreveu: "quem presta socorro aos perversos, arrepende-se depois de algum tempo".

  • Com a tecnologia, ficou mais difícil esconder os malfeitos

    Com a tecnologia, ficou mais difícil esconder os malfeitos

    16/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre claridade súbita, o esconderijo rarefeito. Cada vez fica mais difícil fazer coisas no campo da privacidade porque a tecnologia traz à tona uma série de circunstâncias e situações. Nós, para o bem ou para o mal, estamos deixando rastros por todos os lados. Já diria Ibrahim Sued, "Em sociedade tudo se sabe".

  • A difícil tarefa do professor durante a pandemia

    A difícil tarefa do professor durante a pandemia

    15/10/2020 Duración: 02min

    No Dia do Professor, Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre docência decente, a partilha proposital. Ele destaca o momento difícil e complexo que essa atividade está vivendo, com a pandemia, e fala sobre as desigualdades de acesso no ensino. Ainda assim, tudo isso não pode desalentar. Como lembrou um dia Voltaire, "servir só para si, é não servir para nada".

  • Precisamos entender os sinais da natureza

    Precisamos entender os sinais da natureza

    14/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre aviso renitente, o alerta contínuo. "O que falta para que a gente entenda que a nossa relação com o mundo, com a natureza e com o ambiente tem que ser simbiótica e reciprocamente protetiva?", questiona.

  • A hipocrisia não pode ser normalizada

    A hipocrisia não pode ser normalizada

    13/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella faz uma reflexão sobre convicção verdadeira, a ação coerente. Ele destaca que se há algo enojador no nosso dia a dia é a hipocrisia e defende que ela não pode ser entendida como "parte do jogo".

  • Não devemos ser levianos nem arcaicos com as crianças

    Não devemos ser levianos nem arcaicos com as crianças

    12/10/2020 Duración: 02min

    Mário Sergio Cortella afirma que posturas arcaicas e ultrapassadas são aquelas que relembram e retomam práticas que não tem sentido. Já atitude leviada é deixar com que crianças e jovens tenham sua conduta sem nenhum tipo de formação e de pressão. Professor defende que não podemos agir nem de uma maneira, nem de outra.

  • É ilusão pensar que antes tudo era melhor

    É ilusão pensar que antes tudo era melhor

    09/10/2020 Duración: 02min

    Mario Sergio Cortella fala sobre as pessoas quem idolatram o passado e vivem uma espécie de 'nostalgia dos tempos que se foram'. Segundo ele, isso fica evidente quando vivemos dificuldades, mas pensar assim, para o professor, pode ser um desvio de interpretação.

  • A persistência e a recusa ao que induz ao término

    A persistência e a recusa ao que induz ao término

    08/10/2020 Duración: 02min

    Mario Sergio Cortella fala sobre persistência vigorosa, a desistência recusada. 'Momentos que a gente sabe que está difícil, mas tem que seguir'. Cortella cita William Shakespeare para ilustrar a reflexão.

  • A necessidade e o desafio de ser ético

    A necessidade e o desafio de ser ético

    07/10/2020 Duración: 02min

    Mario Sergio Cortella fala sobre impacto ético, o desafio decente. 'Como tornar-se relevante, eticamente saudável, em uma comunidade mais ampliada em que isso não seja apenas uma fala basicamente marcada pelo lado externo'.

  • A gente conhece bem uma pessoa por aquilo que ela pede

    'A gente conhece bem uma pessoa por aquilo que ela pede'

    06/10/2020 Duración: 02min

    Mario Sergio Cortella fala sobre identidade revelada, a demanda esclarecedora. A fé pode revelar a identidade da pessoa. Cortella cita um trecho da obra 'Mergulho na paz', do escritor José Hermógenes de Andrade Filho, mais conhecido como professor Hermógenes.

  • É estranho tanta gente boa gerar alguma nação que seja ruim

    'É estranho tanta gente boa gerar alguma nação que seja ruim'

    05/10/2020 Duración: 02min

    Mario Sergio Cortella fala sobre amplitude desajustada, a junção danosa. A reflexão é sobre como muitas nações continuam no estado selvagem, apesar da evolução dos indivíduos.

  • Não se pode desperdiçar o tempo porque a vida é breve

    Não se pode desperdiçar o tempo porque a vida é breve

    02/10/2020 Duración: 02min

    Mario Sergio Cortella fala sobre tempo finito, vida breve. 'Lembrar da brevidade da vida para não sucumbir a essa brevidade. Não é uma brevidade que nos assuste, mas que nos deixe em sinal de alerta'.

página 1 de 2